segunda-feira, 15 de abril de 2013

1/35 DIORAMA: CHERBURGO

CHERBURGO: PORTO EM RUÍNAS
Cherburgo foi o primeiro porto da Normandia a cair em mãos aliadas, mas os alemães foram hábeis em demolir os acessos do porto. Com isso, os aliados tiveram poucos benefícios da utilidade do porto por meses. A batalha pelo porto de Cherburgo teve início a 18 de Junho com um ataque de duas divisões americanas, a 4º e a 79º Divisões de Infantaria.
Nos dias 20 e 21 de junho, as tropas americanas deram início aos preparativos do assalto final.
Na elaboração desta cena, procurei criar um cenário onde aparecesse os 3 principais elementos representativos desta pontual batalha: O prédio, ou parte dele, representando a cidade onde ocorreu a principal luta, o bunker de concreto para metralhadora MG42, seria a parte do cinturão defensivo e o blindado M8 com a U.S infantaria e a fila de prisioneiros, significariam as tropas envolvidas naquela batalha.
As defesas construídas especialmente para proteger o porto, eram as únicas que ofereciam a possibilidade de defesa organizada. Mesmo assim as tropas da guarnição alemã continuaram lutando de bunker em bunker, diante da pressão implacável das tropas americanas, que somente no dia 25 de junho, conseguiram penetrar na cidade. Dentro da cidade, a resistência era severa e de casamata em casamata as tropas americanas avançavam, usando metralhadoras, canhões anticarros, obuseiros e cargas de demolição, ajudavam a esmagar sistematicamente as defesas alemãs, porém a violência dos combates estava resultando em deixar para os americanos, não um porto, mas um campo de ruínas.
Esta fotografia de época serviu de inspiração para desenvolver a principal cena deste diorama.
A guarnição que defendia o porto, era uma força mista, constituída por tropas de infantaria do Exército, marinheiros e artilheiros navais e demais tropas de serviço, compostas de elementos que haviam ultrapassado o limite de idade, era destreinada e sofria dos males que normalmente ocorria nas tropas estáticas: "Paralisia de Bunker"
Usei um set de figuras da Master Box para fazer a cena dos prisioneiros alemães, representando a rendição da guarnição do arsenal, que aconteceu no dia 27 de junho. Os fortes do porto, resistiram por mais 2 dias. 
Apesar do bombardeiro esmagador, as tropas alemas lutaram bem, até melhor do se podia esperar delas.
No dia 26,cessou a oposição organiza. O comandante da guarnição foi capturado em seu Q.G subterrâneo.
As figuras do U.S M8 Howitzer são em resina do Verlinden. O kit do M8 é da Tamiya.
Esta figura de tanquista americano também é Verlinden e foi pintado com Humbrol e Tamiya.
Outra figura Verlinden, montada com ligeiras modificações. As placas de avisos e de trânsito, são impressos de papel da Verlinden. Os muros e o prédio são feitos em gesso. As portas e janelas são feitos em plástico e a vegetação são da Woodland Scenics.
*Clique na imagem para visualizar melhor.
Agradeço a sua Visita!!!