quinta-feira, 2 de julho de 2009

1/35 DIORAMA: TAMIYA UNIVERSAL CARRIER

Em 13 de junho, a 7th Divisão Blindada Britânica, os famosos "Ratos do Deserto" começarem um ataque em direção a Villers-Bocage numa tentativa de envolver a Divisão Panzer Lehr. Os britânicos não sabiam que os alemães tinha movido para lá, alguns tanques do 101th Batalhão Panzer SS, com os seus Tiger I Ausf E, que ocuparem posições de emboscada nos arredores da cidade.

No violento encontro que se seguiu, o resultado não podia ter sido diferente, cerca de 4 Tigers e um Panzer IV pertencentes a 2th Companhia do 101th Batalhão SS atacou uma coluna britânica que se movia pela principal acesso da cidade e conseguiu destruir 20 Cromwells, 4 Shermans, 3 Stuarts M3A3, 14 universal Carriers, 14 M3 Half-Track.........a ofensiva britânica fez alto. Qualquer outra ofensiva no setor foi cancelada com a chegada dos panteras da 2th Divisão Panzer. As tropas Britânicas tiveram que abandonar Villers-Bocage.

Na foto de época, aparece o panzer comandado por Michael Wittman, quando seu único Tiger surgiu e avançou entrando na cidade, foi destruindo os veículos da coluna blindada britânica, a medida que vinham surgindo. Já dentro da cidade, Wittman voltou a ter uma troca intensa de tiros, desta vez com o segundo escalão de avanço da coluna britânica, que neste momento se encontrava na entrada oposta da cidade. Por algum motivo, o Tiger de Wittman voltou-se para a retaguarda e quando estava a meio caminho da saída da cidade, foi imobilizado por um canhão anti-carro de 6lbs. Atingido no sistema de rodagem e sem contato de rádio, o Tiger ficou parado numa rua perpendicular à rua principal da cidade (N175). Michael e sua tripulação abandonaram o panzer, sem o destruí-lo (julgaram poder recuperá-lo mais tarde....) e reportaram os fatos ao QG da Panzer Lehr. Nos combates dos dias seguintes, seu Tiger (de número 212) foi "incendiado" por tropas britânicas que estavam deixando a cidade.......

EXPLICATIVO DA CENA:



Na representação desta cena, procurei reproduzir a retirada da 22th Brigada Blindada Britânica. Foi a que esteve envolvida naquele combate. É uma companhia de infantaria do 4th County of London Yeomanry (Sharpshooters), que foi a tropa britânica que mais baixas sofreu durante aquela batalha.


O destaque da cena, fica por conta do Universal Carrier, servindo como "Ambulância Blindada".



As fotos seguintes mostram o detalhamento feito no kit da Tamiya ref. 35175:












RUÍNAS:



Utilizei o HD-25 CASA DE PEDRA EM RUÍNAS, pela aparência do prédio estar de acordo com o tema da cena. O kit da HD apresenta-se em 7 peças feitas em gesso de excelente qualidade e riqueza de detalhes. A pequena mureta no formato de meia-circunferência não acompanha o kit.




É esculpida no estilo normando com madeira e pedra aparentes.




O kit é bonito e de muito boa feitura, de tamanho razoável, não ocupando muito espaço num diorama.


A estrutura do telhado foi feita com palitos de fósforos do tipo longo e as telhas foram medidas cortadas "uma-a-uma" a partir de de uma lâmina de plasticard. Depois foram coladas com adesivo instantâneo (bonder) de maneira que ficassem com um visual de telhado "detonado".......foram pintados com uma cor escura de acrílico da tamiya e depois de secas, apliquei um whashing de óleos acrilex de vários tons, tais como ocres, vermelhos, marrons, usando a técnica do pincel fresco, para deixar as telhas com cores diferentes, uma da outra.....




A estrutura do telhado precisa ser medida com certa precisão e o corte tem que ser limpo...eventuais imperfeições podem ser preenchidas com massa do tipo putty, ou outra equivalente.......Outra opção para montar o telhado, fica de sugestão, se usar o HD-10 Telhado Europeu, ítem disponível em separado do HD-25.



Para dar o efeito de terreno compartimentado, tal como é na Normandia, com suas estradas estreitas e cercadas por elevações do terreno e recobertas por muita vegetação, usei tb um kit HD-22 Muro Normandia II, onde fiz uma ligeira modificação para se adaptar ao canto da base do diorama.

FIGURAS:




Todas as figuras são Tamiya (35223) com modificações na postura usando braços e pernas encontrados na caixa de sobressalentes do modelista. Observem o final da perna da calça.....



Esta figura está usando braços e cabeça Dragon (35025). Atenção especial foi dada na pintura mostrando os detalhes do ferimento do soldado.....



Na pintura usei acrílicos acrilex de cor marrom, para o uniforme e óleos acrilex nas faces e mãos.


Para harmonizar as diferentes cores pintadas no cenário, coloração usada para o muro, pavimento de rua, casa, veículo e tb para dar um aspecto de "empoeiramento" à cena, apliquei um generoso "blend" entre vários tons de giz pastel seco.
*Diorama, Texto e Fotos por Fábio Cunha.